fale com a gente
16 99988-2408
Pictore Agência Digital

Minha empresa precisa de uma agência de publicidade?

By Vitor Moré em 17 de fevereiro de 2021

Neste final de semana, em uma roda de amigos, ouvi o seguinte comentário: "Minha empresa não precisa de agência de publicidade, uso a melhor forma de divulgação que existe: a boca a boca! Além de eficiente, é de graça!". Com certeza não era o momento de criar maiores discussões; e no meio de risadas, conversas e petiscos, em poucos minutos o assunto já tinha chegado no projeto espacial russo. Sim, convivo com amigos onde Sputnik vira tema de discussão em festas.

Porém, o único que se absteve em dar opiniões sobre a qualidade (ou a falta dela) dos satélites russos fui eu, pois me apeguei à afirmação do amigo sobre publicidade. Afinal:

Quando uma empresa precisa de uma agência de publicidade?
Antes de mais nada, vamos entender o que é publicidade:

Publicidade: atividade com a finalidade de tornar de conhecimento público uma marca, produto, empresa ou serviço, gerando uma motivação comercial favorável a ela.

Ou seja, publicidade nada mais é do que a prática de levar ao conhecimento do público que você tem algo bom, útil e/ou necessário para oferecer a ele. Parte do princípio básico de que o primeiro passo para se vender algo é ter a certeza de que quem quer comprá-lo sabe que você está ofertando aquilo!

Respondendo a pergunta: uma empresa precisa de uma agência de publicidade sempre que ela precisa comunicar da melhor forma sobre os produtos ou serviços que ela oferece. Ou seja, desde sempre!

Mas o que faz exatamente uma Agência de Publicidade?
Muito simples: gerencia todos os processos relacionados à publicidade! Ou seja, cuida da divulgação dos produtos, serviços ou ideias de uma empresa.

Mas espera aí. Isso aí eu mesmo posso fazer!
Sim! Desde que você tenha conhecimento e recursos para isso. Afinal, gerenciar publicidade é um trabalho que exige estudo, prática e experiência como qualquer outro. E para entender isso melhor, vamos conhecer a história da Marina.

Marina é uma jovem apaixonada por moda que decidiu empreender abrindo uma loja de roupas. Marina sabia tudo sobre as tendências de cada estação, então não teve nenhuma dificuldade em negociar com fornecedores e montar sua primeira coleção. Adotou uma excelente política de preço e criou um espaço físico simples, porém muito bonito, atrativo e bem localizado. Criou páginas da loja nas redes sociais, convidou as amigas para seguirem e pronto! Tudo estava perfeito! Porém, já passado algum tempo da inauguração, as vendas não decolavam.

Já quase desanimada com o negócio, Marina recebeu o conselho de uma amiga: “O que está faltando em sua loja é publicidade!”. Marina, sem expressar nenhum sinal, rejeitou completamente o conselho da amiga. Afinal, era óbvio que a loja dela tinha publicidade! Ela sempre postava nas redes sociais, impulsionava alguns posts, fazia stories, já tinha feito anúncio em uma revista e patrocinava um desfile de moda tradicional em sua cidade. O que a Marina não havia entendido no conselho da amiga é que há uma forma correta de se fazer publicidade, e esta forma correta não estava sendo aplicada. Afinal, Marina entendia de moda e não de publicidade!

E qual a forma correta de fazer publicidade?
A primeira coisa que temos que entender é que fazer publicidade da maneira correta não é simplesmente divulgar algo para o maior número de pessoas possíveis. Mas sim, divulgar algo da forma mais clara, correta e segmentada possível. E vai por mim, isso não é tão óbvio quanto parece, e as redes sociais definitivamente não são os únicos meios para isso! Caso contrário, todo o esforço resultará em uma mensagem que será ignorada, mal compreendida, ineficiente e que alcançará pessoas que não se interessam por ela. Como eu já mostrei neste post, número de seguidores não significa dinheiro! 😉

Por trás de uma propaganda eficiente há muito trabalho realizado. E para você entender melhor como isso funciona, vou listar alguns recursos utilizados pelas agências de publicidade para tornar eficiente a comunicação de uma empresa:

Criação de identidade visual: Toda marca deve ter uma identidade própria quando quer comunicar algo: as cores que utiliza, a tipografia dos textos, a disposição como eles são apresentados, os signos icônicos que compõem seu logo, as imagens associadas a ela, etc. Uma identidade visual bem-feita torna possível que uma marca seja reconhecida e gere simpatia em seu público antes mesmo dela comunicar qualquer mensagem específica, apenas por sua composição visual. E o que a Marina fazia? Criava posts aleatórios, com cores sortidas, imagens “baixadas” da internet e muitos achavam que o logo dela, criado pela sobrinha da vizinha da tia-avó, era na verdade o logo de uma loja de bonecas.

Posicionamento da marca: Posicionar uma marca é definir exatamente para qual público a marca destina seus produtos e serviços. Não bastava a Marina divulgar que ela vendia roupas femininas. Ela devia ter deixado claro se as roupas que ela vendia eram de grife ou se eram roupas mais populares. Se eram roupas para eventos casuais ou roupas mais elegantes. Se eram roupas mais descoladas ou mais tradicionais. Enfim, posicionar e conhecer o posicionamento de uma marca é fundamental para garantir a eficiência de uma mensagem publicitária. Caso contrário, você pode cometer o erro que a Marina cometeu: Anunciar em uma revista focada em moda de alto padrão uma loja de roupas casuais e populares para adolescentes. E o erro não foi só de posicionamento, faltou também a:

Definição do público-alvo: É basicamente definir com clareza para quem você deseja direcionar sua propaganda. Essa estratégia é fundamental, pois com cada público se “conversa” de forma diferente. A Marina, ao divulgar sua loja de roupas, poderia ter direcionado a propaganda direto para seu público: garotas adolescentes. Para isso, teria utilizado uma linguagem mais informal, utilizando gírias e termos comuns a esse público. Ou então, ela poderia ter definido como público-alvo as mães das jovens que costumavam comprar as roupas para as filhas. Neste caso, a linguagem poderia ter sido mais tradicional, ou mesmo utilizar gírias ou referências de quando as mães eram adolescentes. Mas a Marina, mais uma vez, errou. Comunicava sempre com textos “clichês” e com mensagens que não se identificavam com nenhum público específico.

Criação de estratégias de comunicação: Para que uma propaganda seja criada ela precisa ter um objetivo. E para que o objetivo seja cumprido, é preciso que haja uma estratégia. O objetivo pode variar muito, e o mais comum da Marina era informar suas clientes que haviam chegado novos produtos na loja. A fórmula era sempre a mesma: Postava nos grupos e nas mídias sociais todas as fotos dos novos produtos e impulsionava as postagens. Qual era o erro nisso? Não havia nenhuma estratégia, apenas uma ação automática que acabava cansando o público, levando inclusive a perder seguidores. Ela simplesmente fazia mais do mesmo. Sem estratégia, a chance de um anúncio não ter relevância nenhuma é altíssima.

Contar com uma equipe de profissionais: Para ser eficiente, todo processo de criação publicitária deve ser feito por profissionais capacitados e aptos a oferecer o melhor resultado possível. Uma agência de publicidade conta com profissionais especialistas nas áreas de design, mídia, criação de conteúdo, atendimento, inteligência de mercado, entre outros. Agora imagina a Marina, que já tem que dominar e entender tudo sobre moda para tocar seu negócio, ter que dominar também todas essas outras áreas da comunicação para poder divulgar sua loja? Impossível, né?

Concluindo
A Marina tinha tudo para fazer sua loja decolar! Tinha ótimos produtos, ótima localização e ótimos preços. Porém, tinha muita dificuldade em levar essas informações de forma clara e eficiente para o público correto. Assim, por melhor que fosse seu negócio, por não ter também uma ótima comunicação, ele era apenas um ótimo negócio desconhecido! Ou seja, desde sempre ela precisava de profissionais para ajudá-la na divulgação de sua loja.

Se a Marina contratou uma agência de publicidade? Mas é claro! E a partir daí não demorou para seu negócio decolar. E, modéstia a parte, tenho muito orgulho de ter sido um dos especialistas que ajudaram esse voo acontecer! 😉

A Pictore desenvolve conteúdo exclusivo para empreendedores.
Assine nossa newsletter e receba diretamente no seu e-mail.
Você também pode acompanhar em nossas redes
Deseja saber mais sobre nossas soluções?
Ou precisa de um projeto personalizado?
Este site utiliza Cookies para melhorar sua experiência de navegação, segmentar anúncios e analisar nosso tráfego. Saiba mais em nossa política de uso de dados.
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram